Conciliar carreira com família é uma das tarefas mais difíceis para as mulheres que se arriscam no meio do empreendedorismo. As famílias hoje, costumam depositar toda a responsabilidade da casa e de cuidar dos filhos para a mulher, e portanto, conciliar maternidade e empreendedorismo feminino tem se tornado uma tarefa cada vez desafiadora.

Entretanto, o empreendedorismo ainda é algo desejado pela grande maioria das mulheres, já que dá maior flexibilidade de horários, é possível ficar perto dos filhos e é uma ótima opção para quem quer começar o próprio negócio.

Porque tantas mulheres querem se tornar empreendedoras?

O número de mulheres capacitadas no mercado hoje, cresceu muito, são universitárias, doutoras, mestres, etc. As mulheres estão dominando cada vez mais o mercado de trabalho, mas quando essas mulheres decidem ser mães, várias questões culturais são colocadas à prova, no ambiente de trabalho e no ambiente domiciliar.

Existe ainda, um preconceito muito grande, quando uma mulher se torna mãe, dentro do ambiente de trabalho, ela passa a ter menos chances de ser promovida, depois de já ter filhos, é difícil entrar novamente no mercado, então são várias as dificuldades, e por isso o empreendedorismo feminino tem se tornado algo cada vez mais presente na nossa sociedade.

Maternidade X Empreendedorismo feminino

Essa na grande maioria das vezes é a escolha que muitas mulheres têm de tomar. Quando a mulher tira a licença maternidade no seu trabalho, é o momento que ela tem de pensar e reavaliar a sua vida. Isso é algo muito comum dentro do ambiente corporativo, essa reflexão se dá principalmente sobre o assunto em lidar com o trabalho e com a maternidade.

E é por isso, que o empreendedorismo costuma falar mais alto nessas horas. Quando a mulher se torna empreendedora, ela quer independência, ela quer trabalhar para ela, quer ter tempo de cuidar dos filhos e ainda assim, ter sucesso profissional.

Mulheres empreendedoras que decidem ser mãe

A mulher na maioria das vezes, costuma cancelar projetos, tanto de médio quanto de longo prazo, quer desacelerar a carreira, quando decide ter filho. Nem se tornou mãe ainda e já acha que não vai dar conta de conciliar tudo. Isso é bastante comum, e na maioria dos casos a carreira acaba sendo colocada de lado.

Divisão de tarefas

O que se vê muito nos dias de hoje, são mulheres jovens formando famílias no modelo tradicional. Dessa forma, é a mulher que ainda toma conta de tudo que é relacionada à casa, família, e ao marido. Quando isso é uma escolha dela, não se tem muito o que fazer. Porém, a mulher é completamente apta hoje, com a ajuda da tecnologia e tudo mais a dar conta das duas coisas.

Maternidade e empreendedorismo feminino devem ser duas coisas que podem andar juntos, se essa for a vontade da mulher. A ideia de desacelerar carreira ou até mesmo desistir dela pela maternidade é um padrão de costumes passados, algo que não se verá mais no comportamento femininos daqui alguns anos.

Conselhos para as mães empreendedoras

A maternidade não deve ser motivo de barreira de nada, pelo contrário. A maternidade pode vir a ajudar ainda mais as funções de empreendedorismo feminino. Tornando a mulher uma empreendedora melhor. Assim como a paternidade. Os pais desenvolvem as tarefas melhor, se tornam melhores negociadores e conseguem delegar mais, com a mulher não é diferente.

É importante usar as fases da maternidade como aprendizado para usar nos negócios, por exemplo, um bebê não sabe falar, e por isso você tem de se colocar no lugar dele muitas vezes para entender o que ele quer. Essa é uma das lições mais valiosas dentro do empreendedorismo feminino que você pode aprender dentro da maternidade, além de várias outras.

Categorias: Dicas